Como Deve Ser Feita a Declaração do Imposto de Renda 2019

A Instrução Normativa RFB nº 1.871, de 20 de fevereiro de 2019, publicada no DOU de 22/02/2019, dispõe
sobre a apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física referente ao
exercício de 2019, ano-calendário de 2018, pela pessoa física residente no Brasil.
OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO
Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual referente ao exercício de 2019 a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2018:
I – recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 (vinte e oito mil, quinhentos e cinquenta e nove reais e setenta centavos);
II – recebeu rendimentos isentos, não tributáveis
ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior
a R$ 40.000,00 (quarenta mil reais);
III – obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto,
ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
IV – relativamente à atividade rural:
a) obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 (cento e quarenta e dois mil, setecentos e
noventa e oito reais e cinquenta centavos); ou
b) pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do
próprio ano-calendário de 2018;
V – teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor
total superior a R$ 300.000,00 (trezentos mil reais);
VI – passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontrava-se em 31 de
dezembro; ou
VII- optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de
imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no
prazo de 180 (cento e oitenta) dias, contado da celebração do contrato de venda, nos termos do art. 39 da Lei nº 11.196, de 21 de novembro de 2005. Dispensa da Entrega – Hipóteses
Fica dispensada de apresentar a Declaração de Ajuste Anual a pessoa física que se enquadrar:
I – apenas na hipótese prevista no inciso V acima e que, na constância da sociedade conjugal ou da união estável, os bens comuns tenham sido declarados pelo outro cônjuge ou companheiro, desde que o valor total dos seus bens privativos não exceda R$ 300.000,00 (trezentos mil reais); e
II – em pelo menos uma das hipóteses previstas nos incisos I a VII deste item, caso conste como dependente em Declaração de Ajuste Anual apresentada por outra pessoa física, na qual tenham sido informados seus rendimentos, bens e direitos, caso os possua.
Entrega de Forma Facultativa
A pessoa física, ainda que desobrigada, pode apresentar a Declaração de Ajuste Anual, forma facultativa, ficando vedado a um mesmo contribuinte constar simultaneamente em mais de uma Declaração de Ajuste Anual, seja como titular ou dependente, exceto nos casos de alteração na relação de dependência no ano-calendário de 2018.
VEDAÇÕES AO ACESSO AO SERVIÇO “MEU IMPOSTO DE RENDA”
Art. 5º Fica vedado o acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda” com a utilização de dispositivos móveis a que se refere o inciso III do caput do art. 4º, na hipótese de o declarante ou seu dependente informado na declaração, no ano-calendário de 2018:
I – ter auferido rendimentos tributáveis sujeitos ao ajuste anual cuja soma seja superior a R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);
II – ter recebido rendimentos do exterior;
III – ter auferido os seguintes rendimentos sujeitos a tributação exclusiva ou definitiva:
a) cuja soma seja superior a R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);
b) ganhos de capital na alienação de bens ou direitos;
c) ganhos de capital na alienação de bens, direitos e aplicações financeiras adquiridos em moeda estrangeira;
d) ganhos de capital na alienação de moeda estrangeira mantida em espécie; ou
e) ganhos líquidos em operações de renda variável realizadas em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas e em fundos de investimento imobiliário;
IV – ter auferido os seguintes rendimentos isentos e não tributáveis:
a) cuja soma seja superior a R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);
b) relativos à parcela isenta correspondente à atividade rural;
c) relativos à recuperação de prejuízos em renda variável (bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhados e fundos de investimento imobiliário);
d) correspondentes ao lucro na venda de imóvel residencial para aquisição de outro imóvel residencial; ou
e) correspondentes ao lucro na alienação de imóvel residencial adquirido após o ano de 1969;
V – ter-se sujeitado:
a) ao imposto pago no exterior ou ao recolhimento do Imposto sobre a Renda na fonte de que tratam os §§ 1º e 2º do art. 2º da Lei nº 11.033, de 21 de dezembro de 2004; ou
b) ao preenchimento dos demonstrativos referentes à atividade rural, ao ganho de capital ou à renda variável; ou
VI- ter realizado pagamentos de rendimentos a pessoas físicas ou jurídicas cuja soma seja superior a R$5.000.000,00 (cinco milhões de reais).
Parágrafo único. A vedação a que se refere o caput aplica-se também em caso de acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda” com a utilização de computador por meio do e-CAC a que se refere o inciso II do caput do art. 4º, excetonas hipóteses previstas no inciso I, na alínea “a” do inciso III,
na alínea “a” do inciso IV e no inciso VI, todos do caput.
OPÇÃO PELO DESCONTO SIMPLIFICADO
A pessoa física pode optar pelo desconto simplificado, correspondente à dedução de 20% (vinte por cento) do valor dos rendimentos tributáveis na Declaração de Ajuste Anual, limitado a R$ 16.754,34 (dezesseis mil,
setecentos e cinquenta e quatro reais e trinta e quatro centavos), observado o disposto nesta Instrução Normativa RFB nº 1.871/2019.
A opção pelo desconto simplificado implica a substituição de todas as deduções admitidas na legislação tributária e o valor utilizado a título de desconto não justifica variação patrimonial, sendo considerado rendimento consumido.
PRAZO DE APRESENTAÇÃO
A Declaração de Ajuste Anual deve ser apresentada no período de 7 de março a 30 de abril de 2019, pela Internet, mediante a utilização:
I – doPGD(ProgramaGeradordaDeclaração);ou
II – do serviço “Meu Imposto de Renda”.
O serviço de recepção da Declaração de Ajuste Anual será interrompido às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos), horário de Brasília, do dia 30 de abril de 2019.
A comprovação da apresentação da Declaração de Ajuste Anual é feita por meio de recibo gravado depois da transmissão, em disco rígido de computador, em mídia removível ou no dispositivo móvel que contenha a declaração transmitida, cuja impressão fica a cargo do contribuinte.
ENTREGA COM CERTIFICADO DIGITAL
Deve transmitir a Declaração de Ajuste Anual com a utilização de certificado digital o contribuinte que, no anocalendário de 2018:
I – tenha recebido rendimentos:
a) tributáveis sujeitos ao ajuste anual, cuja soma foi superior a R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);
b) isentos e não tributáveis, cuja soma foi superior a R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais); ou
c) sujeitos a tributação exclusiva ou definitiva, cuja
soma foi superior a R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);
ou
II – tenha realizado pagamentos de rendimentos a pessoas físicas ou jurídicas cuja soma seja superior a R$5.000.000,00 (cinco milhões de reais), em cada caso ou no total.
Declaração de Espólio – Ajuste Anual Independentemente de ser inicial ou intermediária, ou a Declaração Final de Espólio, que se enquadre nas hipóteses previstas, deve ser apresentada em mídia removível a uma unidade da RFB, durante o seu horário de expediente, sem a necessidade de utilização de certificadodigital.
A entrega com certificação não se aplica à Declaração de Ajuste Anual elaborada com a utilização de computador, mediante acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda”, disponível no e-CAC.
Transmissão da Declaração de Ajuste Anual
A transmissão da Declaração de Ajuste Anual elaborada por meio do PGD pode ser feita também com a utilização do programa de transmissão Receitanet, disponível no site da RFB.
APRESENTAÇÃO DEPOIS DO PRAZO
A apresentação da Declaração de Ajuste Anual depois do prazo previsto deve ser realizada:
I – pela Internet, mediante a utilização do PGD;
II – mediante utilização do serviço “Meu Imposto de Renda”; ou
III – em mídia removível, às unidades da RFB, durante o seu horário de expediente.
Atransmissão da Declaração de Ajuste Anual depois do prazo previsto, elaborada mediante utilização do PGD, pode ser feita também com a utilização do programa de transmissão Receitanet, disponível no sítio da RFB.
MULTA POR ATRASO NA ENTREGA OU PELA NÃO APRESENTAÇÃO
Art. 10. A entrega da Declaração de Ajuste Anual depois do prazo previsto, ou a sua não apresentação, se obrigatória, sujeita o contribuinte à multa de 1% (um por cento) ao mês-calendário ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o total do imposto devido nela apurado, ainda que integralmente pago.
§ 1º Amulta a que se refere este artigo:
I – terá valor mínimo de R$ 165,74 (cento e sessenta e cinco reais e setenta e quatro centavos) e valor máximo correspondente a 20% (vinte por cento) do Imposto sobre a Renda devido; e
II – terá por termo inicial o 1º (primeiro) dia subsequente ao término do período fixado para a entrega da Declaração de Ajuste Anual e por termo final o mês em que a declaração foi entregue ou, caso não tenha sido entregue, a data do lançamento de ofício.
§ 2º No caso de contribuinte com direito a restituição apurada na Declaração de Ajuste Anual, será deduzido do valor desta o valor da multa por atraso na entrega não paga dentro do vencimento estabelecido na notificação de lançamento emitida pelo PGD ou pelo serviço “Meu Imposto de Renda” a que se referem os incisos II e III do caput do art. 4º, inclusive os acréscimos legais decorrentes do não pagamento.
§ 3º A multa mínima será aplicada inclusive no caso de Declaração de Ajuste Anual da qual não resulte imposto devido.
DECLARAÇÃO DE BENS E DIREITOS E DE DÍVIDAS E ÔNUS REAIS
Art. 11. A pessoa física sujeita à apresentação da Declaração de Ajuste Anual deve relacionar nesta os bens e direitos que, no Brasil ou no exterior, constituíram, em 31 de dezembro de 2017 e em 31 de dezembro de 2018, seu patrimônio e o de seus dependentes relacionados na declaração, e os bens e direitos adquiridos e alienados no decorrer do ano-calendário de 2018.
§ 1º Devem ser informados também as dívidas e os ônus reais existentes em 31 de dezembro de 2017 e em 31 de dezembro de 2018, em nome do declarante e de seus dependentes relacionados na Declaração de Ajuste Anual, e as dívidas e os ônus constituídos ou extintos no decorrer do ano-calendário de 2018.
§ 2º Fica dispensada a inclusão na Declaração de Ajuste Anual referente ao exercício de 2018 os seguintes bens ou valores existentes em 31 de dezembro de 2018:
I – saldos de contas correntes bancárias e demais aplicações financeiras cujo valor unitário não exceda R$140,00 (cento e quarenta reais);
II – bens móveis e direitos cujo valor unitário de aquisição seja inferior a R$ 5.000,00 (cinco mil reais), exceto veículos automotores, embarcações e aeronaves;
III – conjunto de ações e quotas de uma mesma empresa negociadas ou não em bolsa de valores, e o ouro ativo financeiro, cujo valor de constituição ou de aquisição seja inferior a R$ 1.000,00 (mil reais); e
IV – dívidas e ônus reais cujo valor seja igual ou inferior a R$ 5.000,00 (cinco mil reais).
PAGAMENTO DO IMPOSTO
Art. 12. O saldo do imposto pode ser pago em até 8 (oito) quotas mensais e sucessivas, observado o seguinte:
I – nenhuma quota deve ser inferior a R$ 50,00 (cinquenta reais);
II – o imposto de valor inferior a R$ 100,00 (cem reais) deve ser pago em quota única;
III – a 1ª (primeira) quota ou quota única deve ser paga até o último dia do prazo previsto no caput do art. 7º; e IV – as demais quotas devem ser pagas até o último dia útil de cada mês, acrescidas de juros equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) acumulada mensalmente, calculados a partir da data prevista para a apresentação da Declaração de Ajuste Anual até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% (um por cento) no mês do pagamento.

vendedor

O Vendedor: A força que move a economia mundial

Quando pedimos para as pessoas definirem o que é um vendedor, a maioria provavelmente dirá: o chato, aquele que quer “empurrar” alguma coisa que não precisamos, aquele que não deu certo em nada e resolveu tentar a carreira em vendas. Infelizmente, por alguns estereótipos criados no passado, esse tipo de pensamento existe até os dias de hoje. Começa com aquela imagem do caixeiro viajante, que muitas vezes passava por um povoado, vendia suas mercadorias e nunca mais voltava.

Recentemente ocorreu uma paralisação geral dos caminhoneiros e a população sofreu com o caos instalado pela falta de abastecimento de diversos tipos de mercadorias em vários estabelecimentos.

Imaginem se, por algum motivo, todos os vendedores do país resolvessem parar de vender por um mês? Nem mesmo os caminhoneiros teriam o que transportar, os lugares onde já existiam mercadorias não iriam vendê-las. Se, hipoteticamente, isso viesse a ocorrer, simplesmente acabaria a nossa subsistência.

Vamos falar das organizações, sejam elas de qualquer tamanho. Minha pergunta é: quem é a pessoa no cargo mais alto destas organizações? Quem é aquele que decide quando contratar pessoas, demitir, ampliar a produção, ou diminuir, ampliar a fábrica, montar filiais, etc?

Se você respondeu que geralmente é o CEO, o presidente, ou o dono (em empresas pequenas), você errou completamente. O cargo mais alto de qualquer organização é ocupado pelo CLIENTE, pois sem o cliente nenhuma organização se mantém funcionando. Nada acontece sem o cliente. E quem faz esse contato direto com o cliente? O VENDEDOR. É ele que entende quais os problemas do cliente, o que ele precisa, como precisa, quando precisa e tudo que envolve a relação entre o cliente e a empresa.

Vendas é o coração de uma empresa. Sem vendas não existe negócio, não existe organização. Essa é a consciência que todos precisam desenvolver. Daí a importância de valorizar e capacitar os vendedores, estimulando-os a desenvolver suas funções em níveis de excelência.

Quando alguém diz que trabalha com vendas, muitas pessoas pensam que o vendedor não conseguiu um emprego dentro de sua área de formação ou não conseguiu um emprego “melhor” e acabou tendo que trabalhar na área de vendas. Acontece que, por falta de uma formação específica em vendas, como um curso técnico ou universitário específico para esta área, todos os vendedores, acabamos aprendendo a arte de vender na prática.

Algumas empresas oferecem ao seu time de vendas, treinamentos, workshops, palestras e estudos de casos para desenvolver estes colaboradores. Grande parte dos vendedores aprendeu pela observação do trabalho de um mentor com mais tempo na área, do apoio das empresas em que trabalha ou trabalhou, e de leitura de livros sobre o tema, e vemos que temos inúmeros autores nacionais e internacionais abordando cada vez mais o tema e fornecendo técnicas de como se desenvolver nesta área, pavimentando a estrada para o desenvolvimento de um número cada vez maior de vendedores.

Se você quer vencer na área de vendas é de suma importância desenvolver suas habilidades interpessoais, pois esta área trabalha principalmente com relações humanas. Nenhum negócio, seja ele do tamanho que for, sobrevive sem vendas, nada vai prosperar se não houver a relação comercial de compra e venda.

Se você trabalha com vendas, seja como proprietário ou colaborador da empresa, o sucesso do negócio depende do seu desempenho. O mundo depende das relações comerciais para que países, estados, cidades, empresas e pessoas sobrevivam e prosperem.

PMES

Como as PMES podem evoluir em seus processos contábeis

COMO AS PMES PODEM EVOLUIR EM SEUS PROCESSOS CONTÁBEIS

O controle manual ou até aquela simples planilha de custos no computador, pode ser um dos principais entraves para arruinar o sonho de empreender

Segundo um levantamento realizado, o número de empresas que deixaram de pagar suas dívidas aumentou consideravelmente, sejam por motivos de dificuldades econômicas, corrupção ou problemas que não poderiam ser previstos, como catástrofes. A agência chamou esse fato de calotes corporativos.

Esse não é um problema que atinge apenas as grandes corporações, mas afeta também as PMES (pequenas e médias empresas), e profissionais liberais, que por falta de uma organização eficiente de suas contas perdem dinheiro, prejudicam o lucro e até o crescimento de seu estabelecimento.

O controle manual ou até aquela simples planilha de custos no computador, pode ser um dos principais entraves para arruinar o sonho de empreender. Se para iniciarmos um negócio é importante ter um plano de negócio claro e bem estruturado, as despesas também precisam estar da mesma forma, muito bem organizadas.

Com uma grande quantidade de tributos a serem pagos em dias diferentes, é inevitável que em algum momento, o pequeno e médio empreendedor se perca nos prazos e deixe de lado alguma despesa importante, como por exemplo, tributos ligados a registro de funcionários. E nos piores casos, esquecem de uma conta que possua um juro alto.

Um exemplo muito simples, mas que é muito comum nesse ambiente é não separar as contas de sua vida pessoal com as despesas da empresa. Em algum momento acontecerá um conflito, o fluxo de caixa pode não ser suficiente e, consequentemente, não haverá parâmetros claros para saber se o negócio está prosperando, se será necessário captar um financiamento ou até mesmo cortar gastos por um tempo.

Mas o que os pequenos e médios empresários ainda desconhecem é que eles podem ter acesso às soluções disponíveis no mercado que auxiliam na organização financeira e contábil de sua empresa. E ao contrário do que se possa imaginar, não se trata de serviços de alto custo ou burocráticos, mas sim em facilidades tecnológicas construídas por profissionais do mercado, pensadas e estruturadas para tornar a vida do empreendedor mais ágil, organizada e dentro dos trâmites fiscais.

Dessa forma, além de não perder dinheiro, isso faz com que o empresário, independente do estágio em que se encontra seu negócio, tenha tempo livre para se preocupar com estratégias que realmente importam e influenciem de maneira real na evolução e no crescimento de sua empresa

Como organizar sua empresa de forma rápida e eficiente como o diagnóstico empresarial?

Aliado a tudo isso, a falta de estrutura dos escritórios de contabilidade com seus sistemas de informação desatualizados, processos de trabalho lentos, equipe reduzida e mal preparada, além do completo despreparo de seus sócios, no âmbito do entendimento desse novo cenário que se agiganta, vem preocupando e tirando o sono da grande maioria dos empresários.
Entretanto, salientamos que para enfrentar a “crise” e manter tanto o equilíbrio econômico quanto financeiro, adequando a empresa a esse novo cenário empresarial, tornando-a capaz de cumprir todas as novas exigências governamentais, dentro dos prazos legais, se faz necessário a adoção de medidas saneadoras que possibilitem preparar a empresa para esses novos desafios.
Por isso, a decisão de realizar um diagnóstico empresarial ocorre, quando já se está envolto por questões, cujas soluções não podem esperar mais tempo. São raras as vezes que esse trabalho é realizado como estratégia de um plano de trabalho, a fim de se detectar rapidamente  problemas existentes e resolvê-los. Desse modo, podemos considerar o diagnóstico empresarial como um instrumento insubstituível para destacar a desarmonia na hora de elaborar suas metas e o seu cronograma de trabalho.
Logo, trata-se de um procedimento que habilita a empresa a obter uma visão global, clara, simples e precisa do seu ambiente organizacional. Enfim, se faz uma análise prévia por meio de uma abordagem direta, profunda e eficaz, adequada ao objetivo a ser alcançado.
banner central dos post do blog
Isto posto, recomendamos a adoção de um diagnóstico empresarial para que se possa detectar os principais problemas existentes no dia a dia da empresa, a encontrar soluções que sejam viáveis para cada organização.
A Plane hoje é referência no mercado, se destacando dos demais escritórios de contabilidade por ter uma equipe qualificada, uma infraestrutura operacional e sistêmica adequada à nova realidade com relatórios gerenciais em tempo real. Entre em contato conosco através do telefone (21) 3553–8190. Visite o site, www.plane.com.br, e/ou agende uma breve reunião, para que possamos demonstrar toda a capacidade em bem atendê-lo.

Quais serão as tendências de modernização nos processos do escritório contábil?

A entrega de declarações em nosso sistema tributário ainda precisa ser aperfeiçoada, por que os contribuintes, que realizam o pagamento dos impostos sobre o consumo, necessitam de um sistema tributário moderno, mais claro, do que o que temos atualmente.
 A informatização dos processos contábeis, vem avançando com cada vez força, obrigando o escritório contábil a ter um novo entendimento sobre a situação atual. E, com isso, agora a maioria dos escritórios contábeis que atuam no mercado estão buscando adquirir tecnologias mais modernas para otimizar seus processos visando atender as novas vertentes fiscais que são exigidas pelos órgãos de fiscalização.
banner central dos post do blog
Essa propensão acarreta em seu bojo benefícios aos clientes do escritório contábil, pois com dispositivos mais modernos o profissional de contabilidade será capaz de oferecer ao seu cliente a convicção de que as suas declarações serão realizadas dentro do prazo estimado e sem despesas com possíveis multas em decorrência de atrasos.
Esse modo mais avançado de se trabalhar, propicia ao escritório contábil, que antes tinha de  introduzir em seu sistema de escrita fiscal, toda papelada de seus clientes de modo manual, sejam capazes de importar essas mesmas informações em sua totalidade, reduzindo consideravelmente o tempo gasto, caso tivesse de realizar todo esse trabalho manualmente.
O caso é que mesmo com essas evoluções que surgiram nos últimos anos, o nosso país ainda  perde muito tempo com o envio dessas declarações por ano, e tanto o empresário como o escritório contábil padecem por terem de arcar com essa prática.
Entretanto, a Plane hoje é referência no mercado, se destacando dos demais escritórios de contabilidade por ter uma equipe qualificada, uma infraestrutura operacional e sistêmica adequada à nova realidade dos órgãos fiscalizadores, com relatórios gerenciais em tempo real.
Empresário, passe a cuidar apenas de seus processos de negócio, e fique tranqüilo! Deixe a sua contabilidade com a Plane. Entre em contato conosco através do telefone (21) 3553–8190. Visite o site, www.plane.com.br, e/ou agende uma breve reunião, para que possamos demonstrar toda a capacidade em bem atendê-lo.

Por que da necessidade de preparação para o eSocial?

O fato de as empresas tanto do setor privado, como do setor público estarem obrigadas a transmitir os arquivos de eventos exigidos pelo eSocial, somente a partir de janeiro de 2018, não desobriga a manutenção em época atual e anos anteriores da conformidade com a legislação e normas atuais.
Deixar de cumprir a atual legislação previdenciária, trabalhista e fiscal condenará às organizações a sanções duras nas legislações específicas vigentes.
Através de intimações, auditoria fiscal e diligências, os agentes fiscais, poderão retroceder aos últimos cinco anos, buscando a certeza dos procedimentos aplicados pelos contribuintes.
banner central dos post do blog
Assim, é necessária em caráter de urgência a revisão das normas e procedimentos internos da  organização no âmbito da legislação atualizada e a aplicação de sistemas capazes de interpretarem de forma digital os negócios empresariais, inclusive em relação aos colaboradores com ou sem vínculo.
Retardar o início dos trabalhos no projeto eSocial poderá comprometer os dirigentes em sua responsabilidade na gestão fiscal, e o tempo hábil e acessível para a efetivação dessa obrigação acessória tributária.
A Plane vem se preparando ao logo dos últimos anos, com o objetivo de estar totalmente adequada a essa nova realidade que se apresenta para o dia a dia de todas as empresas, que é o eSocial. Nossos profissionais estão capacitados e treinados para atender as necessidades de sua empresa.
Portanto, se necessitar de auxílio para adotar a melhor solução para a sua empresa, ou mesmo, para definir com segurança a melhor forma atender as exigências do eSocial, conte com a Plane (www.plane.com.br), estaremos aqui sempre à disposição para ajudá-lo.
Sendo assim, evite correr riscos, deixando de cumprir as novas obrigações do governo. Entre em contato com a Plane, através do telefone (21) 3553-8190 – ramal: 8900 e/ou através do e-mail, comercial@plane.com.br  , e venha conhecer nossa sede, no Centro do Rio de Janeiro. Teremos muito prazer em recebê-lo e demonstrar toda nossa capacidade em bem atendê-lo.

Por que a empresa necessita possuir uma boa administração de processos?

A competição no mercado está cada vez mais acirrada e obriga que as empresas busquem aperfeiçoar as suas atividades de forma constante. Quanto mais eficiente for o trabalho, maiores as chances de se destacar, vencer a concorrência e otimizar os lucros.
 As empresas lidam todos os dias com atividades que, na maioria das vezes, se tornam contínuas e prolongadas. E, quando esse fato acontece é impreterível que ocorra a perda gradativa de competitividade.
Empresas tentando otimizar a administração de processos apenas através da observação das etapas de trabalho não têm conseguido êxito. Pois, é necessário conhecer como as funções são executadas e como isso implica no quadro produtivo da empresa.
Outro ponto de bastante relevância para uma adequada administração, é a comunicação, onde uma falha no processo de comunicação ou uma compreensão equivocada de quais os pontos que mais precisam de atenção, podem vir a prejudicar toda a melhoria da administração de processos. E, quando isso ocorre, é inevitável que a produção seja lesada, pois as consequências de um mau processo de  administração acarreta problemas para todas as áreas da empresa. Isso porque, se alguma área posterga uma ação, o restante da empresa terá o seu trabalho comprometido.
banner central dos post do blog
Por isso, para solucionar possíveis erros e melhorar as oportunidades de melhoria em uma administração de processos, será preciso traçar um bom planejamento e elaborar estratégias para promover as melhoras produtivas na empresa. É nessa hora que a administração de processos deve ser adotada, pois, somente assim será possível minimizar as perdas, tornar os processos mais rápidos e eficientes.
 Entre em contato conosco, através do telefone 3553-8190 ou e-mail comercial@plane.com.br, agende uma breve reunião para que possamos demonstrar toda a nossa capacidade em bem atendê-lo. Ou se preferir, solicite uma proposta comercial e confira os nossos preços. São os melhores preços do mercado!

A solução de problemas de contabilidade requer infraestrutura e conhecimento.

A rapidez na solução de problemas nas áreas administrativas e de contabilidade ganham importância à medida que as empresas tornam-se cada vez mais dependentes dos processos informatizados.
Devido a grande variedade de obrigações acessórias emanadas pelos órgãos fiscalizadores, por vezes, a solução de problemas envolve uma estrutura operacional capaz de atender tais demandas.
Para o aprimoramento desses processos de trabalho e da gestão de problemas, as áreas de administrativas e de contabilidade devem desenvolver estratégias para a solução desses problemas, além de terem a sua disposição uma estrutura operacional que monitore e faça o diagnóstico de tais problemas e aperfeiçoem tanto a parte técnica da equipe quantos os processos de trabalho.
A falta de planejamento leva a dispersão de esforços e a falha na coleta de informações para a definição da causa de um problema. Isso também ocasiona um processo de tentativa e erro para a solução daquele problema, podendo acrescentar um longo tempo no processo. Em alguns casos, o problema é resolvido, porém a causa não é identificada tornando a infraestrutura vulnerável ao longo do tempo.
banner central dos post do blog
É recomendado identificar o problema e procurar escrever o problema com o maior nível de detalhamento possível. Após, essa etapa é importante reunir as informações, para verificar se o problema encontrado é pontual ou não. A partir daí, será necessário proceder a análise do problema encontrado, para que seja possível, posteriormente, desenvolver possíveis ideias e opções para o problema encontrado. As decisões precisam estar embasadas em dados, a partir da análise e desenvolvimento de alternativas com técnicas estruturadas.
O próximo passo será o planejamento, desenvolvendo um plano de ação para a solução do problema encontrado. Após a execução do plano de ação, verificar se o problema foi solucionado e se não houve efeitos colaterais na infraestrutura.
Entre em contato conosco, através do telefone 3553-8190 ou e-mail comercial@plane.com.br, agende uma breve reunião para que possamos demonstrar toda a nossa capacidade em bem atendê-lo.

Como a empresa pode se adaptar as rápidas mudanças de seu ambiente de negócios?

O que se espera de uma empresa competitiva? Pensando a longo prazo, algumas querem crescer, outras esperam sobreviver ao longo dos anos.
 É sabido que o ambiente empresarial muda rapidamente hoje em dia. E, as inovações tecnológicas e mudanças sociais acontecem a um ritmo mais acelerado do que no passado, e a tendência é que cada vez as mudanças aconteçam de modo mais rápido.
banner central dos post do blog
Portanto, o desempenho das empresas, para atingir seus objetivos de longo prazo, depende de uma série de características de atuação, tais como flexibilidade, agilidade, produtividade e qualidade.
Por exemplo, uma empresa flexível molda seu produto ou serviço ao gosto do cliente, oferecendo uma gama de produtos/serviços diferentes produzindo a partir das especificações solicitadas pelo próprio cliente.
Uma empresa ágil é aquela que consegue se adaptar mudanças de seu ambiente social, político e tecnológico rapidamente.
Já a produtividade está diretamente ligada ao lucro que a empresa conseguirá da sua operação. A empresa com alto índice de produtividade terá custos mais baixos, podendo oferecer produtos e serviços a um preço menor que seus concorrentes.
De qualquer forma, ganhos em produtividade resultam em maior folga para investimento sendo, em geral, fundamentais para a consecução de seus objetivos. No entanto, a questão da produtividade deve sempre estar ligada aos objetivos a longo prazo e, neste sentido, a qualidade é um elemento vital a ser considerado, entendendo qualidade como a capacidade de oferecer aos clientes serviços que eles desejam.
 A Plane hoje é referência no mercado, se destacando dos demais escritórios de contabilidade por ter uma equipe qualificada, uma infraestrutura operacional e sistêmica adequada à nova realidade dos órgãos fiscalizadores, com relatórios gerenciais em tempo real.
Por isso, a Plane tem como auxiliar a vossa empresa nos quesitos: flexibilidade, agilidade, produtividade e qualidade, tornando a sua empresa capaz de responder de forma ágil e adaptável às mudanças ora ocorridas em seu ambiente de negócios.
Empresário, passe a cuidar apenas de seus processos de negócio, e fique tranquilo! Deixe a sua contabilidade com a Plane. Entre em contato conosco através do telefone (21) 3553–8190. Visite o site, www.plane.com.br, e/ou agende uma breve reunião, para que possamos demonstrar toda a capacidade em bem atendê-lo.

Como o mapeamento de processos pode auxiliar a sua empresa?

O corre-corre do dia a dia das empresas, por vezes, dificultam a visualização de problemas organizacionais que impactam diretamente no resultado operacional e financeiro da empresa, camuflando esses resultados, impedindo com isso, que medidas saneadoras sejam implementadas a tempo.
 Problemas como, a grande rotatividade de funcionários, a falta de visão empresarial de alguns sócios, os funcionários não dominam o que precisam fazer em seu dia a dia de trabalho, a falta de capital de giro, as vendas abaixo do planejado, dentre outros, pode provocar o fechamento prematuro da empresa no mercado em que ela atua.
banner central dos post do blog
Para dar cabo de tais situações é preciso adotar medidas que proporcionem a correção imediata desses desvios, visando resolver esses problemas. Nesse caso, a ferramenta mais indicada para ser utilizada é o mapeamento de processos.
Num primeiro momento seria necessário que se identifique os principais problemas nos fluxos operacionais de trabalho através de um diagnóstico empresarial. Após se identificar os problemas, será preciso descrevê-los através do mapeamento de processos, que é um modo visual de fácil entendimento. Posteriormente, será necessário desenvolver todo o material (novos processos) para que seja possível repassá-lo aos colaboradores da empresa, disseminando assim o conhecimento por toda a organização.
Os resultados a serem alcançados deverão ser, uma melhor qualidade na gestão do conhecimento, a otimização dos processos operacionais de trabalho com a redução significativa de desperdícios e uma total “oxigenação” da organização através do melhor rapasse das informações internamente.
Sendo assim, fica bastante evidente que hoje o mapeamento de processos é uma ferramenta muito importante no cotidiano de uma empresa, pois, além ajudar na ordenação de possíveis problemas, permite adotar soluções personalizadas que visam atender exclusivamente as necessidades de cada organização.
Por isso, caso deseje saber um pouco mais sobre mapeamento de processos, entre em contato conosco pelo telefone (21) 3553-8190 ou pelo e-mail comercial@plane.com.br e agende uma reunião para que possamos demonstrar como podemos auxiliá-lo.
 

WhatsApp chat